Mixomicetos – V

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mixomicetos – V

Mensagem  Lebre em Qui 24 Mar 2011, 20:09

Mais um conjunto de mixomicetos para juntar à lista dos considerados nos tópicos anteriores, todos eles observados no Parque de Monsanto.

Espécie 13: Arcyria sp.?
É (muito provavelmente) uma espécie de Arcyria. Mas não penso que seja da espécie A. denudata, considerada no tópico “Mixomicetos – III[/i] (Espécie 7). Efectivamente na página “naturephoto-cz” é apresentado um quadro com as diversas fases do desenvolvimento desta espécie e há algumas diferenças notórias na fase correspondente àquele em que captei os exemplares: o pé de A. denudata nesta fase é esbranquiçado e translúcido, característica que é conservada até uma fase mais adiantada, enquanto os meus exemplares ele é escuro; os carpóforos de A. denudata nesta fase têm forma de sino enquanto os meus exemplares são cilíndricos e apenas arredondados na parte terminal. Penso que uma hipótese a considerar será A. cinerea, que tem a tendência para formar “cachos” de carpóforos. Além disso, no mesmo tronco de árvore onde os carpóforos se desenvolviam, fotografei também o que penso ser a fase plasmódica deste ascomiceto e as “bolas brancas” aparecem umas sobre as outras, sem lugar a intervalos, como os existentes no caso de A. denudata.


1 – Local da maior concentração; 2 – Fase plasmódica?; 3 – Carpóforos brancos e outros alaranjados; 4 – Fase seguinte da maturação; 6- Passadas poucas horas da colheita, os carpóforos ficaram completamente negros.

Espécie 14: Physarum didermoides?
Uma espécie cujo habitat era uma uma casca de eucalipto. Na fase em que os observei os carpóforos têm a forma esférica, são muito escuros e estão revestidos por uma camada branca, rendilhada e pruinosa. Encontrei algo semelhante numa observação anterior, numa folha de uma planta, que me parece ser a fase mais adiantada do desenvolvimento, prestes a largar os esporos, em que a camada branca está reduzida ao mínimo. Na outra face já não existiam carpóforos embora lá tivessem existido.




Espécie 15: Physarum albescens?
O habitat desta espécie era também uma casca de eucalipto. Semelhante a algumas outras que já encontrei, os carpóforos são bolas brancas mais ou menos rugosas e que na maturação abrem fendas para libertar os esporos. Neste caso procedi à microscopia, mas não consegui confirmar os dados que obtive com os da espécie que proponho.


1 e 2 – Carpóforos; 3 – Local onde os carpóforos já caíram; 4 - Esporos: esféricos com um diâmetro de cerca de 9,7 µm.

Espécie 16: Physarum sp.?
Há várias espécies de i]Physarum[/i] muito semelhantes na forma e cor, cito algumas: P. leucophaeum, P. nutans, P. pezizoideum, embora nenhuma delas tenha o “craquear” tão simétrico quanto o do meu exemplar, o que se nota pelos sulcos verticais e uniformemente distribuídos, qual flor a abrir.




Espécie 17: ?
Neste caso nem tenho a certeza de se tratar de um mixomiceto, podendo eventualmente ser outra “coisa”. Tenho-o encontrado em vários locais de Monsanto e sempre no tronco de árvores caídas e já sem casca. Neste caso, os carpóforos são circulares na base e são convexos, são completamente brancos e estão imersos numa espécie de gel transparente, o que dificulta bastante a sua observação. Deixei secar alguns carpóforos e o resultado foi o que se pode ver na parte inferior do quadro anexo. Não consegui obter nenhum indício sobre o que será.



Lebre
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 1208
Reputação : 9
Data de inscrição : 04/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum