Amanita malleata?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Amanita malleata?

Mensagem  Lebre em Ter 15 Maio 2012, 22:58

Observação realizada no Parque de Monsanto, numa zona dominada por sobreiros e carvalhos. Havia três exemplares crescendo separados por decímetros: um muito jovem, na fase em que a volva se rompe e o pé e o chapéu começam o alongamento, um exemplar maduro e outro ainda mais maduro, enorme, mais já na fase decadente. Descrevo e exemplar intermédio e depois dou algumas notas sobre os outros exemplares:

Chapéu hemisférico a campanulado, de cor castanho claro acinzentado, com margem estriada, sendo as estrias alternadas de cor clara e escura, ostentando uma placa algo espessa do véu universal;
Lâminas de cor branca a creme, inserção livre e espaçamento apertado, com poucas lamélulas, sendo a aresta fimbriada ou pelo menos ponteada;
Pé alargando progressivamente para a base, decorado com um padrão em zig-zag de fibrilhas cremes sobre fundo branco, começando acima da volva e terminando no ápice; volva em forma de saco, frágil na parte superior que se desfaz facilmente na remoção, branca por dentro, mas ficando acinzentada com a secagem, e por fora, ostentando manchas ocráceas na parte inferior;
Esporos de forma subglobosa a elipsóide largo, com as seguintes dimensões:
(10.2) 11.4 - 12.6 (12.9) x (7.9) 8.9 - 10.4 (10.7) µm
Q = (1.1) 1.2 - 1.3 (1.4) ; N = 35
Me = 11.8 x 9.7 µm ; Qe = 1.2.

O exemplar mais jovem já não ostentava qualquer resíduo de volva no chapéu, o que significa que este carácter é variável, tendo o pé ainda branco sendo o zig-zag formado apenas por duas ou três bandas; No mais maduro o chapéu era algo revoluto, a margem sulcada, as lâminas eram inteiras sem fimbriado ou ponteado, o pé ostentava no ápice dois “anéis” resultantes da rotura dos tecidos e a volva desfez-se completamente na remoção, aparentando sinais de se estar a liquefazer.

A aparência “martelada” (malleata) do chapéu, que deu o nome à espécie, e que por vezes é indicada como carácter distintivo parece não ter um carácter permanente e estava ausente destes exemplares.

No mesmo dia e a uma distância de 100-150 metros deste local encontrei mais dois exemplares com as mesmas características e anexo também um quadro com fotografias de um deles.

Por ser extenso o material relativo a esta observação, remeto para a próxima mensagem o referente à microscopia.

Fotografias:












Imagens do exemplar mais distante.

Lebre
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 1208
Reputação : 9
Data de inscrição : 04/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amanita malleata?

Mensagem  Lebre em Ter 15 Maio 2012, 23:00

Microscopia:


Observação da lâmina;


Observação da lâmina (continuação);


Observação da cutícula;


Observação do material da volva – recolhido no pé (em cima) e no chapéu (em baixo).


Lebre
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 1208
Reputação : 9
Data de inscrição : 04/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amanita malleata?

Mensagem  Loco Gato em Qui 17 Maio 2012, 03:48

Uma das razões para não considerar finalizado o esquema taxonómico do género Amanita, no GUME, é a necessidade de dar mais informações sobre as Vaginatinae. Mas há um detalhe de que disponho, muito relevante neste grupo, que é a associação. Das que se encontram com o género Quercus, temos A. fulvoides e A. crocea var. nudipes; já com fagáceas, temos ainda A. battarae, A. fuscoolivacea, A. separata e A. schaefferi, pondo desde já de parte a A. vaginata pela cor prateada desta espécie.

E são as cores o que podem na continuação estabelecer mais algumas distinções. A. fulvoides não tem pé branco (em geral; mas as estrias da margem são muito grandes), o chapéu da A. crocea tem um tom mais alaranjado e mais claro, o chapéu de A. battarrae tende a ser descolorido, o pé de A. schaefferi é "zebrado" e com um tom acinzentado, restando do lote A. fuscoolivacea e A. separata, ambas pouco representadas nas minhas buscas. A primeira tende a apresentar um gradiente de cores, do escuro no centro ao esbatido na margem, enquanto a segunda é mais uniforme. Eu diria que A. separata é um bom palpite. Acho que é das espécies descritas no Fungi non delineati 51-52, que faz uma primeira abordagem crítica deste grupo complexo e difícil, por isso hei-de ver se há dados confirmatórios.

Quanto a A. malleata, Neville e Poumarat, na referida obra, rejeitam o táxone como sendo mal delimitado.

Uma boa parte das imagens que consultei estão no site da Catalunha francesa, onde está associado nada menos que Serge Poumarat, co-autor do Fungi non delineati 51-52. Pelo menos nessas eu confio.

Loco Gato
Basidiocarpo
Basidiocarpo

Número de Mensagens : 363
Idade : 57
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2007

Ver perfil do usuário http://www.dbio.uevora.pt/ectoiberica/GUME/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amanita malleata?

Mensagem  Lebre em Qui 17 Maio 2012, 21:31

Como referi na minha mensagem, estes exemplares cresciam num local dominado por Quercus e no local não existem fagáceas. A sua observação inicial levaria a supor que estaríamos em presença de uma das espécies A. fulvoides ou [/i]A. crocea var. nudipes[/i], no que eu não acredito, nem o Loco Gato, uma vez que mais adiante sugere outra espécie: A. separata.
Quanto a esta última espécie, tive acesso a uma artigo de G. Venturella, A. Saiitta & M. Contu onde há uma descrição desta espécie e uma fotografia. Quanto à descrição ela é suficientemente vaga para poder incluir muita coisa, mas não refere a acentuada estriação da margem, no pé fica-se pela cor branca, etc. Quanto aos caracteres microscópicos noto pelo menos duas divergências: (1) A forma dos esporos que são mais alongados em A. separata do que no meu exemplar (ver a Fig.1 desse artigo, onde me parece que os esporos aí considerados mais parecidos com os meus são os de A. dryophila); (2) A existência de esferocistos é considerada rara ou inexistente em A. separata, enquanto que no meu exemplar são abundantes, com dimensões que atingem os 50 µm de diâmetro. Além disso, a figura do exemplar da espécie que aí é mencionada, bem como outras que vi na internet desta espécie, também não parece ser muito semelhante às minhas.
Já agora acrescento que na saída seguinte que efectuei no Parque de Monsanto encontrei em vários locais, com o mesmo habitat, espécimes muito semelhantes a estes que aqui apresentei havendo morfologicamente apenas uma diferença notória: a volva era alaranjada no interior e assim permaneceu na secagem (embora mais esbatida). Em tudo o resto, semelhança absoluta, descontando pequenas variações de tonalidade no chapéu (+/- acinzentado).
Estive a ver fotografias das outras espécies que menciona na sua mensagem e também não encontrei afinidades que me levem a equacioná-las como potenciais candidatas para a classificação deste exemplar.
Os meus agradecimentos pelos seus comentários,
Um abraço,
Lebre

Lebre
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 1208
Reputação : 9
Data de inscrição : 04/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amanita malleata?

Mensagem  Loco Gato em Sex 18 Maio 2012, 11:58

Lebre escreveu:Como referi na minha mensagem, estes exemplares cresciam num local dominado por Quercus e no local não existem fagáceas.
Um esclarecimento: as fagáceas (família) são constituídas, em Portugal, pelos géneros Quercus, Castanea e Fagus. É inclusivo de Quercus.

Loco Gato
Basidiocarpo
Basidiocarpo

Número de Mensagens : 363
Idade : 57
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2007

Ver perfil do usuário http://www.dbio.uevora.pt/ectoiberica/GUME/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amanita malleata?

Mensagem  Lebre em Sex 18 Maio 2012, 19:54

Tem toda a razão, embora tivesse lido fagáceas pensei sempre em Fagus.
Agradeço a correcção,
Lebre

Lebre
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 1208
Reputação : 9
Data de inscrição : 04/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amanita malleata?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum