Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

pergunta Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  santrana em Ter 25 Nov 2008, 17:44

Pois... eu também não quero dar um passo maior que as minhas pernas...
Já estive a ler sobre cultivo de cogumelos em pequena escala... Apesar da complexidade não quero desistir antes de tentar... Mesmo se tiver de errar para aprender...

Depois quero compreender todo o processo...
Mas antes quero comprar spawn a uma empresa da especialidade e fazer uma cultura de Pleurothus Ostreatus em saco.

Já agora talvez me possas dissolver uma dúvida.
No caso de eu comprar Spawn, antes de efectuar a inoculação tenho de pasteurizar o substrato?
Ou seja tenho de submeter a 60º, durante meia hora todo o material que utilize para substrato?
Não compreendo porque se depois de humedecer todo o material a pasteurização deixa de fazer sentido...

Desculpa se é uma dúvida de principiante...
Obrigado pela ajuda
avatar
santrana
micélio primário
micélio primário

Número de Mensagens : 42
Idade : 37
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/11/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/santrana

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Pleurothus ostreatus - os meus primeiros passos

Mensagem  manel em Ter 25 Nov 2008, 20:37

Santrana

Outubro passado, frequentei um curso na EPDRA – Abrantes, sobre iniciação à produção de cogumelos.

Então resolvi começar a fazer umas experiências com P. ostreatus.
O meu objectivo, nesta fase, é familiarizar-me com o processo de produção de cogumelos, mais nada.
Recorro a métodos muito domésticos.

Meio de cultura
Fiz o meu próprio meio de cultura BDA – Batata, Dextrose e Agar.
A receita e processo são muito próximas ao que o Polecat postou aqui. Só que em vez de 3 farinhas, cozi 150 g de batata e depois coei por uma gaze.
Pus o meio de cultura em frasquinhos de iogurte e tudo esterilizado em panela de pressão.

Inoculação do meio de cultura
Usei Pleurothus do supermercado. Funcionou bem. Desta maneira, é mais uma fase que manipulas e topas as dificuldades. Também não é nada de transcendente, enquanto estivermos a falar de produção caseira.

Spawn
Agora vou ver se arranjo grão para por estas culturas, já inoculadas por mim.

Entretanto…
Trouxe um saco de palha de 1 litro, lá de uma sessão prática de Abrantes que estão aqui no meu escritório com luz natural e um aquecedor dia e noite. Já tenho cogumelos a nascer. Foi há um mês
É aqui que estou a tentar chegar pelos meus próprios meios agora.

Santrana, um destes cursos práticos, ajudam e são acessíveis. Mas com iniciativa e o apoio aqui do fórum, passo-a-passo, também chegas lá!

Até breve!

Manel
avatar
manel
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 635
Idade : 51
Humor : Mau feitio. Cuidado :-)
Fungónimo : Micofágico
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/08/2008

Ver perfil do usuário http://aromancias.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Pasteurização

Mensagem  manel em Ter 25 Nov 2008, 20:44

santrana escreveu:
No caso de eu comprar Spawn, antes de efectuar a inoculação tenho de pasteurizar o substrato?
Ou seja tenho de submeter a 60º, durante meia hora todo o material que utilize para substrato?
Não compreendo porque se depois de humedecer todo o material a pasteurização deixa de fazer sentido...
Obrigado pela ajuda

Nesta peço ao Polecat ou outro Sénior que me ajude. Mas a minha impressão é que o ideal será esterilizares os sacos, já com o substrato humedecido dentro, por exemplo palha, durante umas 4 horas, sem deixares ferver a água, mas a uma temperatura elevada.

Espera, que eles vão-te "afinar esta informação". Mas seria assim que eu faria.

Até breve!

Manel
avatar
manel
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 635
Idade : 51
Humor : Mau feitio. Cuidado :-)
Fungónimo : Micofágico
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/08/2008

Ver perfil do usuário http://aromancias.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  Polecat em Ter 25 Nov 2008, 22:13

santrana escreveu:Já agora talvez me possas dissolver uma dúvida.
No caso de eu comprar Spawn, antes de efectuar a inoculação tenho de pasteurizar o substrato?
Ou seja tenho de submeter a 60º, durante meia hora todo o material que utilize para substrato?
Não compreendo porque se depois de humedecer todo o material a pasteurização deixa de fazer sentido...

Não sei se percebi a tua dúvida santrana Neutral

Visto quereres começar pela aquisição de spawn, não haverá necessidade de grande assepsia, logo não precisarás de esterilizar.

-Primeiro escolhes a quantidade e qualidade do substrato a inocular. Vamos pressupor 5 litros de palha (tenta não usar palha com mais de 10cm, se necessário corta-a com um triturador por exemplo).

-Segundo, terás de humedecer o substrato. Existem variadíssimas formas (basicamente quantas as que tu quiseres) para fazeres isto, mas recomendo que juntes este segundo ponto ao terceiro, a pasteurização. Ou seja, agarras nesses 5 litros de palha cortada e coloca-a num recipiente junto com água a uma temperatura entre os 60ºC a 80ºC durante 1hora a 1hora e meia, mais do que isto é contraproducente, pois só queremos eliminar os agentes (principalmente outros fungos) competidores directos do Pleurotus ostreatus. Podes fazê-lo num "tupperware" grande onde vais vertendo água quente da torneira e controlando com um termómetro, podes fazê-lo directamente numa panela no fogão, podes fazê-lo no exterior com um recipiente metálico sobre lume, enfim, o que te vier à cabeça segundo as tuas possibilidades, mas convém mesmo não fugir muito dos parâmetros indicados.

-Quarto lugar a Inoculação. Depois de escorrer toda a água usada na pasteurização, escolher a forma de acondicionamento do substrato pasteurizado a inocular, sacos de várias formas, cestos da roupa enfim, o que houver à mão. O importante nesta fase é a distribuição faseada entre camadas de substrato e inoculo ou simplesmente a mistura entre os dois. Apesar de o meio não estar esterilizado, convém o cultivador estar "limpo", de banho e de mãos e antebraços lavados, o uso de luvas não é excesso de zelo!

-Quinto, a incubação. Um processo que ainda demora umas semanas, aqui é importante notar que o substrato a colonizar deverá estar protegido do ar (para não secar e não contaminar) mas terá de obrigatoriamente realizar trocas gasosas com o meio (sob pena do micélio morrer), no caso dos sacos de plástico deverão ser realizados alguns furos como referidos em quase todos os métodos.


Enfim, não sei se respondi às tuas dúvidas mas por favor continua a perguntar Wink


Abraços
avatar
Polecat
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 439
Fungónimo : stametóide
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Trocas gasosas

Mensagem  manel em Ter 25 Nov 2008, 22:23

E pronto,

Já aprendi mais umas quantas coisas, com quem sabe.

Agora quanto às trocas gasosas. São só nas incubações ou nas inoculações também (grãos, cavilhas...)

Quando o substrato é estrume. Se eu abrir uns furos no saco, vai ficar um bedum aqui no escritório que vai ser 1-0, o micélio vive e eu morro. Para isso, mestre Polecat, há solução?

Até breve!

Manel
avatar
manel
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 635
Idade : 51
Humor : Mau feitio. Cuidado :-)
Fungónimo : Micofágico
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/08/2008

Ver perfil do usuário http://aromancias.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  Polecat em Ter 25 Nov 2008, 22:51

manel escreveu:Agora quanto às trocas gasosas. São só nas incubações ou nas inoculações também (grãos, cavilhas...)
Na Colonização/Incubação de spawn, tal como na Colonização/Incubação de substrato, existe micélio que tenta expandir-se, como tal precisa de água, nutrientes e de respirar também. Claro que a providência de trocas gasosas irá depender do recipiente onde o spawn está a ser colonizado, mas se como na maioria dos casos for em frascos de vidro, uma solução temporária será o desenroscar ligeiro das tampas por exemplo. Outra solução pode ser fazer um ou dois furos pequenos tapando com um penso rápido permitindo troca gasosa mas impedindo entrada de contaminantes. Enfim, mais uma vez usar a imaginação, brevemente quando estiver em Portugal postarei imagens do meu material.


manel escreveu:Quando o substrato é estrume. Se eu abrir uns furos no saco, vai ficar um bedum aqui no escritório que vai ser 1-0, o micélio vive e eu morro. Para isso, mestre Polecat, há solução?
scratch aquecer os ouvidinhos e prepará-los para a dona de casa Laughing
Se não tiveres mesmo alternativa ao escritório muito dificilmente conseguirás que o fungo colonize em abrir canais entre o meio do substrato e o exterior Sad
Poderás sempre colocar o saco do substrato dentro de outro saco maior e só abrir este último 2 em 2 ou 3 em 3 dias fora do escritório para renovar o ar, claro que isto ia prejudicar o próprio processo de colonização desagregando o micélio...



Inté Wink
avatar
Polecat
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 439
Fungónimo : stametóide
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  santrana em Qua 26 Nov 2008, 11:36

Muito obrigado aos dois...
Mui esclarecedor...

Podia comprar o saco já condicionado e só tinha de fazer os furos para respirar, mas também não quero começar tão por baixo...eh he
Vou encomendar Spawn e seguir os vossos conselhos...
Por outro lado a empresa que o comercializa, disponibiliza um manual de instruções de cultivo, certamente será a descrição do Polecat.
Muito bem observado, pasteurizar e humedecer ao mesmo tempo...
Ainda não tenho data para o inicio das minhas primeiras experiências, vou informando...
Além do Spawn de P. ostreatus estou a pensar adquirir um numero de pellets para tentar produzir em troncos de madeira, visto que neste pode demorar mais de 6 meses a incubar... No cultivo com pellets quero cultivar outra espécie, tambem disponíveis estão:
Pleurotus djamor
Pleurotus eryngil
Letinus edodes
Agrocybe aegerita
Pholiota nameko
Flammulina velutipes
Hericium erinaceus
Ganoderm lucidum.... Aconselham alguma???


Obrigado plo Interesse e Rapidez na resposta
avatar
santrana
micélio primário
micélio primário

Número de Mensagens : 42
Idade : 37
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/11/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/santrana

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  Polecat em Qua 26 Nov 2008, 13:45

Olá santrana!

O que eu referi e recomendei é apenas isso mesmo, uma referência e uma recomendação, se eles vão mandar um manual será interessante tomares bastante atenção, poderão haver especificidades em relação ao spawn deles. Depois discutímo-lo aqui Wink

santrana escreveu:Pleurotus djamor
Pleurotus eryngil
Letinus edodes
Agrocybe aegerita
Pholiota nameko
Flammulina velutipes
Hericium erinaceus
Ganoderm lucidum.... Aconselham alguma???
- Pleurotus djamor: É um Pleurotus de forma típica mas com tons rosados, bonito e pode ser interessante cultivar.

- Pleurotus eryngii: Difere muito pouco do Pleurotus ostreatusNo , recomendo que experimentes apenas um ou outro de cada vez.

- Lentinula edodes de nome actual: Saboroso e com algumas propriedades medicinais, é também um cogumelo bonito Wink

- Agrocybe aegerita: Bom comestível de dimensões consideráveis, é lenhícola e não se dá muito bem com o frio.

- Pholiota nameko Não sei se conheces o género mas este cogumelo é típico Pholiota mas muito viscoso, o que pode causar alguma reticência aos mais esquisitos quando no prato, pessoalmente acho interessante. Espreita este tópico para veres alguns que encontrei e papei no Japão. É lenhícola e dá-se bem com o frio.

- Flammulina velutipes: Outro lenhícola que se dá bem com o frio, espreita
aqui para saberes mais sobre as diferenças entre os naturais e cultivados. Nunca provei ao natural e dizem que às vezes pode ser um quanto para o tóxico confused mas os cultivados no escuro que se vendiam nos supermercados considero-os "normais"...

- Hericium erinaceus: É um fungo impressionante esteticamente, deve ficar brutal em qualquer estufa, dizem que é excelente comestível, no futuro também quero cultivá-lo e prová-lo Twisted Evil

- Ganoderma lucidum: É uma verdadeira belezinha este cogumelo, especialmente ao crescer, mas apesar de alegadas propriedades preventivas contra o cancro, não é comestível Sad


Abraço e bons cultivos Wink
avatar
Polecat
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 439
Fungónimo : stametóide
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  santrana em Qua 26 Nov 2008, 20:38

Acho que o Hericium erinaceus me surpreendeu, o famoso Juva de Leão....

Se o sabor for tão agradável como o aspecto... Tambem fiquei de olho no Lentinula edodes, o cogumelo preto do Japão mas acho que vai ficar para uma próxima mas breve oportunidade.
Agora só me falta verificar os tipos de madeiras possiveis...

Obrigado pla dica
Até já
avatar
santrana
micélio primário
micélio primário

Número de Mensagens : 42
Idade : 37
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/11/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/santrana

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Olha, olha...

Mensagem  manel em Qua 26 Nov 2008, 21:27

Outro tópico a crescer como cogumelos...

Afinal sou eu que tenho que aprender contigo, Santrana!

Até breve,

Manel
avatar
manel
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 635
Idade : 51
Humor : Mau feitio. Cuidado :-)
Fungónimo : Micofágico
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/08/2008

Ver perfil do usuário http://aromancias.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  santrana em Qui 27 Nov 2008, 11:46

Acho que ainda tenho de andar muito, para poderes vir a aprender algo comigo manel. eh he

Faço das tuas palavras um prognóstico para o futuro...
Que os cogumelos cresçam como este tópico....eh he...

Até Já
avatar
santrana
micélio primário
micélio primário

Número de Mensagens : 42
Idade : 37
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/11/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/santrana

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  Polecat em Qui 27 Nov 2008, 15:18

Olá santrana!

Estou em pulgas para ver esse Hericium erinaceus! Não são de certeza muitos os portugueses a cultivá-lo, serás uma novidade e pioneiro no seu cultivo online Wink

Abraço e vai dando notícias Wink
avatar
Polecat
Carpóforo
Carpóforo

Número de Mensagens : 439
Fungónimo : stametóide
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  santrana em Qui 27 Nov 2008, 19:39

Até fico impaciente....

Mas no caso do Hericium erinaceus, vai ser preciso uns meses até dar frutos...

Vou tentar documentar a expriência e postar no fórum...


Tè Já
avatar
santrana
micélio primário
micélio primário

Número de Mensagens : 42
Idade : 37
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/11/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/santrana

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  greenjam em Qua 31 Dez 2008, 19:40

curioso, sem ter lido este tópico vou começar as minhas experiencias exactamente com as mesmas especies que tu...

como está isso a correr, será uma excelente oportunidade de troca de conhecimentos, dificuldades e descobertas...

já encomendei e estou à espera de receber o spawn e as peletes, já tens algum resultado com o spawn??

greenjam

Número de Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 31/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  santrana em Qui 01 Jan 2009, 23:51

Boas greenjam

Pois eu estou a começar com Pleurotus ostreatus em saco, em madeira Lentinus edodes (Shiitake).

Já coloquei as pellets nos troncos de madeira mas ainda não consegui juntar todo os restos necessários para fazer o substrato. Conto terminar este fim de semana.... Enquanto isso... o Spawn continua no frigorifico.

A parte mais difícil será a esterilização, neste aspecto vou seguir os conselhos do Manel e do Polecat... e ser um pouco mais rigoroso nesta fase. No protocolo de cultivo em saco, fornecido pela empresa vendedora de Spawn, apenas basta juntar agua quente... eu vou deixar aquecer mais um bocado...

Boa sorte nas tuas incubações... vamos manter o feedback, talvez possamos aprender um com o outro.

aBraço
avatar
santrana
micélio primário
micélio primário

Número de Mensagens : 42
Idade : 37
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/11/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/santrana

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cultivo de P. ostreatus - Pasteurização

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum