Cogumelos que crescem

Ir em baixo

pergunta Cogumelos que crescem

Mensagem  SaraiLopes em Dom 01 Fev 2009, 22:53

Olá a todos.

Ao ler com atenção o artigo sobre os famosos Prototaxites, deparei-me com a informação de que há cogumelos que crescem...

The presence of rings in the trunks of Prototaxites can be explained by supposing that a new growth increment was formed time and again. This occurs also in living fruiting bodies of fungi. An example is the Echte Tonderzwam which shows growth increments not only on the outside but also in the inner structure. Click on the above photos. The hymenium is situated in the tubes on the lower side of the body: from here the spores are shot off. After some time new layers of tubes covered with a hymenium (lower placed arrows), are formed . The same can be said of layers of sterile tissue (upper arrows). In a year several increments can be formed and because woody fungi usually live longer than one year, quite a few layers can often be observed.

O nome latino da espécie referida é Fomes fometarius (não fomentarius), mas uma busca por esse nome apenas produziu imagens sem informação e páginas em alemão (ou, possivelmente, neerlandês).

Conhecem mais algum cogumelo que, após libertar esporos, cria uma nova camada em vez de se mm... desfazer (existe algum termo mais adequado?)?

E já agora, fungos da madeira (os ditos woody fungi) vivem mais do que um ano? O texto refere-se ao micélio, não ao cogumelo, certo?

SaraiLopes


Última edição por SaraiLopes em Dom 01 Fev 2009, 22:56, editado 1 vez(es) (Razão : Esqueci-me dos itálicos :P)

SaraiLopes
esporo
esporo

Número de Mensagens : 6
Idade : 39
Humor : Outonal
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

pergunta Re: Cogumelos que crescem

Mensagem  Pedro Claro em Seg 02 Fev 2009, 11:20

Ora bem, vamos lá ver se eu consigo escrever alguma coisa que te seja útil e, talvez, esclarecer alguns pontos menos claros.

SaraiLopes escreveu:
Ao ler com atenção o artigo sobre os famosos Prototaxites, deparei-me com a informação de que há cogumelos que crescem...

The presence of rings in the trunks of Prototaxites can be explained by supposing that a new growth increment was formed time and again. This occurs also in living fruiting bodies of fungi. An example is the Echte Tonderzwam which shows growth increments not only on the outside but also in the inner structure. Click on the above photos. The hymenium is situated in the tubes on the lower side of the body: from here the spores are shot off. After some time new layers of tubes covered with a hymenium (lower placed arrows), are formed . The same can be said of layers of sterile tissue (upper arrows). In a year several increments can be formed and because woody fungi usually live longer than one year, quite a few layers can often be observed.


Antes de mais, Echte Tonderzwam = Fomes fomentarius (em holandês) e a grafia correcta é mesmo fomentarius. A seguinte página apresenta imensa informação que, certamente, te será útil: Tom Volk's page. Procura pesquisar mais informação, mas usando o termo correcto... Wink

SaraiLopes escreveu:
Conhecem mais algum cogumelo que, após libertar esporos, cria uma nova camada em vez de se mm... desfazer (existe algum termo mais adequado?)?

Não tenho a certeza absoluta, mas creio que a grande maioria dos poliporos (ou seja, dos cogumelos de consistência coreácea que crescem a partir de troncos ou ramos de árvores) tem um crescimento 'por camadas'. Os cogumelos desfazem-se ou apodrecem, como a fruta; não me recordo de nenhum termo específico para a Micologia.

SaraiLopes escreveu:
E já agora, fungos da madeira (os ditos woody fungi) vivem mais do que um ano? O texto refere-se ao micélio, não ao cogumelo, certo?

O verdadeiro 'cogumelo', ou melhor, o verdadeiro ser vivo não é o cogumelo. O ser vivo é uma estrutura subterrânea (ou, no caso das espécies lenhícolas, uma estrutura que se desenvolve debaixo da 'casca' das árvores ou dos ramos), filamentosa, por vezes semelhante a uma rede - o micélio. Os cogumelos propriamente ditos (chamemos-lhes esporóforos) são apenas uma estrutura que visa a reprodução sexuada - à semelhança dos frutos do reino vegetal. O texto terá, obviamente, que se referir aos esporóforos, uma vez que o micélio não desaparece com o apodrecimento do cogumelo, assim como a árvore não morre após a queda da fruta. O que acontece no caso dos poliporos é que, devido à sua consistência coreácea, não putrescente, acabam por ser bem mais perenes do que os outros tipos de cogumelos que podem durar desde apenas algumas horas (por exemplo, o caso de muitos Coprinus, cujas lâminas e chapéus se liquefazem assim que é atingida a maturidade, para facilitar a propagação dos esporos) até semanas (há géneros pouco putrescentes, como Leucopaxillus), mas nunca anos (décadas?) como os poliporos.

Pedro Claro
Basidiocarpo
Basidiocarpo

Número de Mensagens : 1398
Idade : 44
Reputação : 10
Data de inscrição : 10/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum